Entrevistas

Dados do estudo EMPEROR-Reduced demonstram potencial da empagliflozina no tratamento da IC-FER

18 Nov. 2020

O EMPA-REG OUTCOME, um ensaio clínico aleatorizado e que incluiu uma amostra de 7020 doentes com diabetes mellitus tipo 2 (DMT2) e doença cardiovascular estabelecida, foi o primeiro estudo a demonstrar que um inibidor da SGTL2, neste caso, a empagliflozina, era capaz de reduzir a mortalidade e morbilidade cardiovascular em doentes com DMT2 e risco cardiovascular elevado. Volvidos cinco anos desde a publicação destes resultados, o estudo EMPEROR-Reduced, divulgado no passado Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia (ESC), mostrou que a empagliflozina conseguiu reduzir em 25% o risco de hospitalização por insuficiência cardíaca em doentes com IC e fração de ejeção reduzida (FER), com ou sem diabetes. Em entrevista ao My Cardiologia, o Prof. Doutor Rui Baptista, diretor do Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga, considera que os dados do EMPEROR-Reduced “suportam a utilização destes fármacos em vários cenários clínicos”.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Newsletter

Agenda

Agenda News Farma

PUB