Opinião

Saúde oral na diabetes
Dr.ª Ana Rita Fradinho
25 Ago. 2021

Leia o artigo opinião da Dr.ª Ana Rita Fradinho, médica dentista do Hopsital da Luz, sobre a relação existente entre a saúde oral e a diabetes. A especialista sublinhou, ainda, a importância da inclusão da consulta de Medicina Dentária no acompanhamento regular de doentes com diabetes.

Celebrar o centenário da descoberta da insulina é celebrar a vida!
Dr.ª Maria Filomena Roque, Núcleo de Diabetes e Serviço de Medicina do Hospital de Santarém EPE
11 maio 2021

100 anos é muito tempo: muitos dias muitas horas a passar (como diria o poeta). Foram anos de muito estudo, conhecimento sobre a fisiopatologia da diabetes, sobre a ação da insulina. Muita descoberta, muito aperfeiçoamento, muitos avanços científicos mas também tecnológicos. Conseguiu-se uma redução da morbilidade, mas também quebrar tabus sobre a diabetes e a administração de insulina.

A insulina e os seus cem anos de existência
Dr.ª Fátima Pinto, Assistente Hospitalar Graduada Sénior de Medicina Interna, Hospital da Horta – Faial
04 maio 2021

A propósito da comemoração dos cem anos da existência de insulina, neste ano de 2021, fui ao baú buscar algumas histórias, memórias e experiências vividas por mim ao longo da minha vida, já longa no que diz respeito ao tempo de existência de vida individual, mas que ainda se afigura curta face ao tempo de vida da nossa homenageada e centenária insulina.

Tratamento da Obesidade mais do que controlar o peso!
Dr.ª Selma Souto, Serviço de Endocrinologia Diabetes e Metabolismo, Centro Hospitalar e Universitário de São João
22 Dez. 2020

Nesta conferência foram abordados os principais benefícios clínicos do liraglutido 3,0 mg na obesidade, bem como alguns dados do plano de ensaios clínicos com a sua utilização - o programa SCALE (Satiety and Clinical Adiposity - Liraglutide Evidence) e alguns estudos que confirmam a eficácia e a segurança do fármaco no mundo real. Foram ainda apresentados dois casos clínicos de doentes com obesidade, nos quais o tratamento com liraglutido 3,0 mg/dia fez toda a diferença na melhoria da qualidade de vida e das comorbilidades dos doentes, confirmando que tratar a Obesidade é mais do que tratar o peso!

Tratamento da diabetes tipo 2 – o doente no centro da decisão
Prof.ª Doutora Eva Lau, Centro Hospitalar Universitário de São João Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
22 Dez. 2020

A diabetes tipo 2 associa-se, em cerca de 85%, a múltiplos fatores de risco cardiovascular, nomeadamente hipertensão arterial, dislipidemia e excesso de peso, que culminam num aumento da doença e mortalidade cardiovascular. Deste modo, o tratamento da diabetes requer uma abordagem individualizada e multifatorial, estando, por isso, o doente no centro da decisão terapêutica.

Inibidores do SGLT2 na diabetes e na insuficiência cardíaca
Dr. João Sérgio Neves, Endocrinologista no Centro Hospitalar Universitário de São João, Porto
18 Dez. 2020

Os ensaios clínicos de outcomes cardiovasculares em doentes com diabetes tipo 2 demonstraram o benefício da utilização de inibidores do SGLT2 em doentes com diabetes e doença ateroscleróticas prévia ou múltiplos fatores de risco.

 

Vertis CV reforça a importância dos iSGLT2 na IC e na nefroproteção
Dr.ª Joana Louro
02 Dez. 2020

Os iSGLT2 vieram mudar o paradigma no tratamento da diabetes: tratar os nossos doentes muito além do controlo glicémico, conferindo-lhe um benefício adicional.

Retinopatia diabética: uma das complicações oculares da diabetes
Dr. Raúl Sousa
19 Nov. 2020

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), existem 422 milhões de adultos com diabetes e são causadas 1.5 milhões de mortes por esta doença por ano. As consequências oculares da diabetes correspondem a 2,6% dos casos de cegueira a nível mundial, sendo que três milhões de pessoas têm deficiências visuais devido a desenvolverem retinopatia diabética.

463 milhões de adultos vivem com diabetes
Dr. Francisco Oliveira Freitas
28 Out. 2020

A diabetes consiste em alterações da quantidade de açúcar no sangue, sendo que é diagnosticada em mais de 40% da população portuguesa. O pé diabético está associado à presença de diabetes e é uma das principais causas de amputação do pé, contudo, esta doença é muitas vezes negligenciada. Existem cuidados essenciais a ter de modo a evitar este problema e diminuir o seu impacto.

“Revolução” tecnológica no tratamento da diabetes em tempo de pandemia: a necessidade aguça o engenho
Dr.ª Luísa Barros
01 Jul. 2020

Quando, na segunda semana de março, se afigurou real em Portugal a ameaça SARS CoV-2, tornou-se imperioso proteger as pessoas com diabetes, particularmente as pessoas com diabetes tipo 1, visto que é absolutamente inegável o maior risco de infeção grave nesta população. A prioridade era então evitar que os doentes se deslocassem ao hospital. Mas também fundamental era que o controlo glicémico não se deteriorasse e até melhorasse nos casos com controlo insatisfatório.

Newsletter

Agenda

Agenda News Farma

PUB

Apoios

AbbottAstrazenecaBialBoehringer Ingelheim & Lilly Alliance

MedinfarLifescanLillyMundipharma Novo NordiskRocheTecnimede